• Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon

© ITACI - Instituto de Tratamento do Câncer Infantil. 

Todos os direitos reservados.

Rua Galeno de Almeida, 148 - Pinheiros

 São Paulo - SP - CEP 05410-030

Informações: (11) 2661-8962

(11) 2661-8963

(11) 2661-8968

Sua primeira pergunta pode ser: "Devo dizer ao meu filho sobre o câncer? " 

Você pode querer proteger o seu filho, mas as crianças geralmente sabem quando algo está errado. 
Ele pode não estar se sentindo bem, pode estar vendo o médico muitas vezes, e pode já ter tido alguns exames. 

A criança pode perceber que você está com medo. Não importa o quanto você se esforce para manter as informações sobre a doença e tratamento do seu filho, outros - como a família, os amigos e o pessoal do hospital - podem dizer coisas que deixem seu filho saber sobre o câncer. 

Lembre-se, o seu filho depende de você para respostas honestas.

POR QUE DEVO DIZER

?

QUANDO DEVE SER
 


CRIANÇA


DITO A

?

?

QUEM DEVE

 


PRESENTE

ESTAR

?

O QUE

DITO

DEVE SER 

?

Por que devo dizer

 

Dizer a seu filho sobre o seu câncer é uma questão pessoal, e da família.

Crenças culturais ou religiosas vão entrar em jogo. É importante ser aberto e honesto com seu filho, porque as crianças que não sabem sobre sua doença, muitas vezes podem imaginar coisas que não são verdadeiras.

Os profissionais de saúde geralmente concordam que dizer às crianças a verdade sobre sua doença leva a menos stress e sentimento de culpa. 

As crianças que conhecem a verdade também são mais propensas a cooperar com o tratamento.

 

Quando deve ser dito a criança

 

Você é a melhor pessoa para decidir quando a criança deve saber sobre a doença. 

Tenha em mente, porém, que ela saberá desde cedo que algo está errado, então você pode querer dizer logo após o diagnóstico. 

Dias ou semanas de espera podem dar margem para a criança imaginar coisas piores que a verdade e desenvolver temores. Por essa razão, seria mais fácil saber a verdade antes do início do tratamento.

 

Quem deve dizer ao meu filho

 

A resposta a esta pergunta é pessoal. 

Como pai, você pode sentir que é melhor você dizer ao seu filho. 

Alguns pais, no entanto, acham que é muito doloroso e outros membros da família ou a equipe de tratamento podem ajudá-lo. Eles podem tanto dizer ao seu filho para você ou ajudá-lo a explicar a doença.

 

Quem deve estar presente

 

A criança precisa de amor e apoio ao ouvir o diagnóstico. 

Mesmo que o médico explique sobre a a doença, alguém que a criança confia e depende deve estar presente. 

Ter o apoio de outros membros da família neste momento pode ser muito útil.

 

O que deve ser dito

 

A melhor maneira de dar esta informação depende da idade do seu filho e o que seu filho possa entender.

Ser gentil, aberto e honesto é geralmente melhor.

Descreveremos o que as crianças em diferentes faixas etárias são susceptíveisa entender: 

• Até 2 anos 
Eles entendem o que podem ver e tocar. Sua maior preocupação é o que está acontecendo agora, e se preocupam quando estão longe de seus pais.Crianças muito jovens tem mais medo de exames médicos. Muitos choram, fogem, ou se contorcem para tentar controlar o que está acontecendo. As crianças começam a entender o que está acontecendo ao seu redor dos 18 meses, por essa razão seja sincero sobre as idas ao hospital e explique que os alguns procedimentos podem causar dor. Ser honesto é muito importante para que a criança a confie em você.

• 2 a 7 anos
Quando as crianças estão entre 2 e 7 anos, eloas relacionam os eventos, por exemplo, a doença a algo específico, como ficar na cama ou não poder comer determinados alimentos. Crianças dessa idade muitas vezes pensam que a sua doença é causada por uma ação. Nessa faixa etária, é importante explicar que o tratamento é necessário para resolver aquilo que incomoda e que a doença ou o tratamento não é uma punição por algo que a criança tenha feito, dito ou pensado.

Seja honesto quando explicar sobre exames e tratamentos . Lembre seu filho que todas essas coisas estão sendo feitas para trata-lo de sua doença e utilize maneiras simples para explicar a doença. 

• 7 a 12 anos
A criança desta idade vê sua doença como um conjunto de sintomas, é menos provável que acredite que algo que tenha feito possa ter causado a doença. Ele entende que tomar os medicamentos e seguir as recomendações pode levar a sua cura Você pode dar mais detalhes ao explicar o câncer, mas você ainda deve usar situações para que seu filho possa compreender como uma batalha entre células “boas” e células “más” que são combatidas com o tratamento.

• 12 anos e mais velhos 
Os adolescentes tendem a pensar na doença em termos de sintomas específicos, como cansaço e nos limites ou mudanças em sua atividade cotidiana e compreendem a razão para seus sintomas. Você pode explicar o câncer como uma doença assim como todos os medicamentos e procedimentos.