• Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon

© ITACI - Instituto de Tratamento do Câncer Infantil. 

Todos os direitos reservados.

Rua Galeno de Almeida, 148 - Pinheiros

 São Paulo - SP - CEP 05410-030

Informações: (11) 2661-8962

(11) 2661-8963

(11) 2661-8968

Para planejar o melhor tratamento, a equipe médica vai avaliar a saúde da criança, o tipo de câncer, o estádio da doença, a idade, e muitos outros fatores. 

Com base nessas informações, o médico irá preparar um plano de tratamento (protocolo), que descreve o tipo de tratamento, quantas vezes seu filho irá receber o tratamento e quanto tempo vai durar. Cada criança tem um protocolo de tratamento. Dependendo de como a criança responde ao tratamento, o médico pode decidir alterar ou escolher outro plano.

Antes de iniciar o tratamento, o médico de seu filho irá discutir o protocolo de tratamento com você, incluindo os benefícios, riscos e efeitos colaterais. 

O plano de tratamento pode parecer complicado à primeira vista. Mas o médico e equipe de tratamento explicarão cada passo, e você e seu filho logo vão se habituar a essa nova rotina. Muitos pais acham útil obter uma cópia do protocolo. 

Não tenha medo de fazer perguntas ou falar se você sente que algo não está indo bem.

O médico é muitas vezes a melhor pessoa para responder suas perguntas, mas outros membros da equipe também podem lhe dar informações. 

Lembre-se, você é fundamental e deve ser envolvido no tratamento do seu filho.


Quais são os diferentes tipos de tratamento de câncer? 
Os tipos de tratamento mais utilizados para tratar o câncer são cirurgia, quimioterapia, radioterapia, imunoterapia ou transplante de células-tronco hematopoéticas. 

Os médicos usam esses tratamentos para destruir as células doentes. Dependendo do tipo de câncer, as crianças podem ter um tipo de tratamento ou uma combinação de tratamentos. 

Os tratamentos para o câncer muitas vezes causam efeitos colaterais indesejados ou desagradáveis, tais como náuseas, perda de cabelo, e diarreia. Os efeitos colaterais ocorrem porque o tratamento para destruir as células doentes podem afetar algumas células normais. Lembre-se que nem toda criança apresenta todos os efeitos colaterais, e algumas crianças não experimentam efeitos tão intensos.

O médico e a equipe devem informá-lo sobre os efeitos secundários, pois se você sabe quais os efeitos colaterais que podem ocorrer, pode reconhecê-los mais cedo.

Tipos de tratamento:

 

CIRURGIA

QUIMIO

TERAPIA

HOSPITA

LIZAÇÃO

PROCEDIMENTOS MÉDICOS MAIS COMUNS